estresse_01

Estresse Mental e Sistema Cardiovascular

O estresse mental ou emocional é um dos maiores problemas das sociedades modernas. Em uma situação de estresse, o organismo humano redistribui suas fontes de energia, antecipando uma agressão iminente. Esse mecanismo de adaptação é vantajoso se realmente houver perigo iminente.

Entretanto, se esse estado persistir por muito tempo, o dano será inevitável.Pesquisas recentes demonstram que o estresse mental pode agir como causador de doenças cardiovasculares de forma crônica e aguda. As próprias alterações fisiológicas induzidas pelo mesmo, principalmente na hemostase e metabolismo intermediário, apresentam esta característica.

Somam-se ainda a hiperatividade simpática e a inibição vagal que o estresse desencadeia, causando um desequilíbrio na atuação do sistema nervoso autônomo, ocasionando eventos isquêmicos e arrítmicos, mais importantes na presença de disfunção endotelial.

Todas essas alterações contribuem para o início ou piora de doenças como hipertensão arterial, infarto agudo do miocárdio, arritmias e síndrome metabólica.
¹LOURES, Débora Lopes et al. Estresse Mental e Sistema Cardiovascular. Arq. Bras. Cardiol. [online]. 2002, vol.78, n.5 [cited 2016-03-27], pp.525-530